quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Projeto Café Literário

A Escola de Educação Básica Professor Giovani Trentini, localizada na cidade de Rio dos Cedros, realizou o projeto Café Literário.

O projeto tem por objetivo estimular os alunos participantes a lerem mais, e ao mesmo tempo conhecerem escritores.

Durante o evento foram realizadas as apresentações das escritoras Edltraud e Urda. A Aluna Elora leu a biografia da resenha Edeltraud, a aluna Laiana leu a senha de um livro da escritora Urda. 

Os alunos do grupo literário apresentaram um teatro e poemas baseados nas obras. A Aluna Antônio Longo fez apresentação de um número de dança.

Ficou a cargo das escritoras falarem um pouco sobre seus trabalhos e ao mesmo tempo estariam interagindo com os alunos. O evento contou também com o café comunitário e sessão de fotos. A atividade foi muito enriquecedora, apesar de estar extremamente quente, a tarde foi muito proveitosa.

Caracterização:

O projeto aconteceu no dia 20 de setembro do corrente ano, abrangendo alguns alunos, professores e convidados.
Através das disciplinas de Língua Portuguesa, sob a orientação dos respectivos professores: Daiane Possolli De Boit (Orientadora de Leitura) Marciana Hasse, Robson Borges Buzello e Jerusa Borges Lorenzi.

O surgimento desta atividade:

Didático Pedagógico deu-se a partir da necessidade de dinamizar o estudo da Literatura. Também sendo um recurso que viso tornar o conhecimento da literatura algo significativo que possa ser utilizado socialmente, desempenhando o papel que a Linguagem tem como responsabilidade: externar as reflexões individuais e construir a percepção do contexto histórico em que ela está sendo fomentada.

FOTOS:



quarta-feira, 22 de outubro de 2014

ARTESANATO EM PANOS COM GIZ DE CERA


ANÁLISE DO VÍDEO PINTURA COM GIZ DE CERA PROGRAMA ECONET (DERCY MIRANDA)

ARTISTA : FERNANDA ARAUJO


TURMAS: 1. 1, 2, 3  INOVADOR
DISCIPLINA: ARTESANATO
PROF.: LUCIANE PRADE MATTEDI 


VEJA AS FOTOS:

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

SOCIALIZANDO O RETRATO DA EEB PROF. GIOVANI TRENTINI NA CULTURA DIGITAL

Festival "Dança Catarina" - Fase microrregional 2014 - Indaial/SC.

O Grupo de Danças Vid'Ativa representou a EEB Profº Giovani Trentini e recebeu a seguinte premiação:


1º Lugar: "A evolução da Comunicação"
2º Lugar: "Assim se dança Carimbó"
1º Lugar: "Dança de salão"

As coreografias de 1º lugar participarão da fase Estadual em Ibirama no mês de outubro. Sorte pra nós!!
Obrigada a todos que colaboraram para que pudéssemos chegar a este resultado. 

Prof Jaque.







quinta-feira, 16 de outubro de 2014

15 de Outubro. Dia do Professor!


No dia de ontem - 15 de outubro de 2014 -  tivemos homenagens realizadas pelos alunos para parabenizar os professores. Este vídeo foi idealização dos alunos do Grêmio Estudantil e fala um pouco sobre cada um dos professores da nossa escola.


PARABÉNS, PROFESSOR!



"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina) 



video


VÍDEO REALIZADO PELOS ALUNOS DO GRÊMIO ESTUDANTIL

link

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Os 9 minerais mais mortíferos que a humanidade já extraiu da Terra

Minerais preciosos movem o mundo moderno: eles são usados ​​em tudo, de talheres a placas de circuito. No entanto, eles - e os minérios de onde vêm - são alguns dos materiais mais tóxicos conhecidos pela ciência, e escavá-los é tão perigoso que alguns deles foram totalmente retirados da produção industrial. 

Crocidolite: diga olá para o material mais perigoso do mundo. Mais conhecido como amianto azul, o crocidolite já foi amplamente utilizado por ser forte, flexível e resistente ao fogo. Mas, em 1964, descobriu-se que o amianto causa mesotelioma – um tipo de câncer – e o mineral parou de ser usado quase que instantaneamente.


Pirita (FeS2): a pirita era a única fonte de enxofre e ácido sulfúrico, usados em toda a indústria. Isso levou a danos ambientais devastadores, tornando ácidas as águas subterrâneas e córregos próximos. A pirita não é mais minerada comercialmente: o enxofre pode ser coletado como um subproduto do gás natural e petróleo.

Fluorita (CaF2): esta bela pedra verde pode ser muito perigosa. Ela contém flúor, um mineral solúvel que se concentra em águas subterrâneas e que pode se espalhar pelo ar. Em excesso, ele causa fluorose, enfraquecendo ossos e articulações. Muitas comunidades rurais na Índia, China e sudeste asiático sofreram com surtos da doença.


Quartzo (SiO2): este é o segundo mineral mais comum na crosta da Terra, e o mineral mais usado pela humanidade. Mas ao inalá-lo, ele causa silicose, doença que incha os pulmões e gânglios linfáticos e dificulta a respiração. Ele também pode causar câncer de pulmão, doença associada às indústrias de mineração e fabricação de vidro.


Galena (PbS): deste mineral, obtemos o chumbo. Ele não é tão ruim quanto o mercúrio, que pode matar você imediatamente, mas o chumbo não sai do seu corpo: ele se acumula ao longo dos anos até atingir níveis tóxicos. Ele contribui para o surgimento de câncer, e causa defeitos congênitos graves em fetos.

Erionita: este é um zeólito, um tipo de silicato chamado de peneira molecular, por reter certas moléculas de acordo com seu tamanho. A erionita se parece muito com minerais de amianto, e causa danos a humanos da mesma forma: através de mesoteliomas, um tipo de câncer. Ele não é mais minerado desde o final dos anos 80.

Hidroxiapatita (Ca10(PO4)6(OH)2): o fósforo do seu fertilizante e o flúor na sua água da torneira muito provavelmente vieram de uma pedra como esta. No entanto, a exposição à hidroxiapatita (seja na sua mineração ou processamento) deposita esses mesmos minerais em suas válvulas cardíacas, petrificando-as.


Cinábrio/cinabre (HgS): esta fonte de mercúrio, quando oxidada, produz dois compostos tóxicos que causam danos irreparáveis ​​ao sistema nervoso de crianças. E o mercúrio é fatal em pequenas concentrações, podendo ser absorvido pela respiração, intestinos ou pele. Por isso, as indústrias já eliminaram ou estão eliminando seu uso.

Fenaquita (BeSiO4): ela é extraída por ser uma pedra preciosa, e pelo seu teor de berílio. Este elemento químico já foi um precursor para muitos materiais cerâmicos, até descobrirem que inalar pó de berílio causa beriliose – é como a silicose, porém muito mais grave. Ela causa uma reação alérgica nos pulmões, e não pode ser curada.

FONTE: http://gizmodo.uol.com.br/galerias/9-minerais-toxicos

PRIMAVERA - IPÊ AMARELO


Seja bem vida, PRIMAVERA!


IPÊ AMARELO totalmente florido em frente a nossa escola.

Foto: Professora Noeli



"O ipê é uma árvore do gênero Tabebuia (antes Tecoma), pertencente à família das bignoniáceas, podendo ser encontrada em seu estado nativo por todo o Brasil. Há muitos séculos, o ipê - também chamado de pau-d’arco, no Norte - vem sendo apreciado tanto pela excelente qualidade de sua madeira, quanto por seus efeitos ornamentais, decorativos, e até medicinais."



"A natureza é sábia e justa. O vento sacode as árvores, move os galhos, para que todas as folhas tenham o seu momento de ver o sol." Humberto de Campos